A Importância das Musicas Catolicas na Igreja

agora-como-deve-ser-as-musicas-na-santa-missa
Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Conheça a verdadeira importancia de sempre ter Musicas Catolicas dentro da sua Igreja

” Quem canta reza um par de vezes “. Quanta sabedoria nesta popular sentença de Santo Agostinho. A reza é importantíssima na vida cristã. Por meio da reza, o cristão entra em contato com Deus e também nutre a sua espírito. E também trovar é rezar, é festejar a ritual numa atitude de homenagem, de louvor a Deus cujo tudo depende.

A ritual privilegia a vocábulo, atualiza a notícia entre Deus e também o varão. Por consequência, a obra pública e também em voz subida das leituras e também orações litúrgicas é o modo mas capaz para expressar o diálogo entre a Igreja Esposa e também Cristo Marido.

Na Constituição Conciliar Sacrosanctum Concilium do Vaticano II lemos: “na Ritual Deus fala ao Seu povo, e também Cristo continua a anunciar o Sistema. Por seu lado, o povo responde a Deus com o esquina e também a prece ” (nº 33). Trovar, em vez de só recitar, as leituras e também orações litúrgicas reforçam sua capacidade comunicativa e também até mesmo, em poucas ocasiões, o esquina chega a ser uma prece em si.

Funções do esquina litúrgico

São muitas as funções do esquina e também da música litúrgica. Citamos particularmente três:

– É uma sentença poética. Por meio do esquina, como dissemos anterior, a vocábulo é possível que chegar a ter uma força comunicativa bastante maior, ganhando expressividade e também venustidade.

– Cria um clima festivo e também comunitário. Sendo o quina uma sentença do interno do varão que toca-lhe no seu mas íntimo e também profundo, contribui para liberar sentimentos escondidos e também reservados e também tira as pessoas do interesse, para produzir um sentido de alegria geral e também uma sintonia.

– O esquina possui, além, uma função ministerial e também sacramental. A música sacra está em função da rito para ajudar a parlamento a expressar e também realizar duas atitudes internas para depois, transformá-las em vida.

Peculiaridades da música sagrada

musicas-catolicas-na-igreja
musicas-catolicas-na-igreja

Usamos cá o termo música sagrada referindo-nos à música usada no douto. Vamos poder identificar pequeno número de peculiaridades conforme estas funções antropológicas e também litúrgicas.

O esquina deve ser santo. Isso não ou manifestar só rejeitar o que há de secular, porém responsabilizar o caráter consagrado. Será santo o esquina que se integra com a ação sagrada, usar os textos litúrgicos e também expressando melodiosamente o significado destes textos.

Será bom o quina não só se defende com perfeição técnica da música, porém enquanto consegue valer a veras boa e também sublime do erudito. Pelo esquina conhecemos e também experimentamos a indulgência mesma de Deus.

O que a Igreja procura com a música não é só o prazer harmonioso, porém a elevação místico que ajuda tanto à psique a chegar, através da ordem sensível, à ordem da perdão. Desse modo a Igreja aprecia tanto o quina gregoriano e também o quina polifônico clássico, que criam um clima propício à prece.

Por o mundo inteiro estes motivos é essencial continuamente que o esquina seja idôneo para a rito e também, como os objetos litúrgicos, sirva o esplendor do erudito com honra e também formosura.

Uso dos instrumentos

Durante os primeiros séculos da Igreja, diferentemente dos judeus e também pagãos, não utilizou instrumentos musicais no seu doutrinado. O motivo talvez fosse à prudência pelas fortes perseguições ou pela associação ao secular e também sensual, oferecido que os romanos usavam o órgão no teatro e também no circo.

Com as invasões bárbaras ao Poderio Romano o órgão caiu em desuso. Em 757 o imperador bizantino Constantino Capiau doou um órgão ao rei franco Pipino (pai de Carlos Magno), quem não hesitou em coloca-lo em uma Igreja.

A partir de logo o uso do órgão começou a correr e também a Igreja privilegiou seu uso como instrumento mas idôneo para a celebração. Se bem se privilegie este instrumento, não se excluem os demais. É preferível, porém, que acompanhem incessantemente os cantos e também não seja só música instrumental. Compete à Conferência Pontifício assinar os instrumentos aptos para a rito.

Conclusão

Santa Cecília é considerada a padroeira da música porque, conforme a resumo dos mártires, o tempo caminhava ao seu martírio entoava cantos no seu interno. Que de forma também seja a nossa vida, um continuo repercutir louvores a Deus no nosso interno adorando-o e também rendendo-lhe graças. Concluo com a oração do cardeal brasílico dom Paulo Evaristo Arns que desta forma definiu a arte músico : ” A música, que eleva a vocábulo e também o sentimento até a sua última sentença humana, interpreta o nosso coração e também nos une ao Deus de toda venustidade e também misericórdia “.

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

2 thoughts on “A Importância das Musicas Catolicas na Igreja

  1. Pingback: Oração de Cura - Loja de Camisetas Católicas

  2. Pingback: Por que maio é o Mês de Maria? - Loja de Camisetas Católicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.