Por que a apresentação das ofertas na Missa é tão importante? O Papa explica

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

O tema central da nova catequese do Papa Francisco durante a Audiência Geral na manhã desta quarta-feira foi o a “Apresentação das ofertas” na Missa e desejou que este momento da Missa “possa iluminar os nossos dias, as relações com os outros, as coisas que fazemos, os sofrimentos que encontramos, ajudando-nos a construir a cidade terrena à luz do Evangelho”.

Na Liturgia Eucarística “a Igreja torna continuamente presente o Sacrifício da nova aliança sigilada por Jesus no altar da Cruz”. “Obediente ao mandato de Jesus, a Igreja dispôs a Liturgia eucarística em momentos que correspondem às palavras e aos gestos realizados por Ele, por Jesus, na véspera de sua Paixão”, explicou.

A Audiência foi realizada na Sala Paulo VI, para proteger os peregrinos do frio extremo de Roma durante estes dias. Entretanto, a Basílica também foi habilitada para centenas de fiéis que não tinham espaço na sala. Foi colocado um telão e inclusive o Papa Francisco, no final da Audiência, os saudou.

Em sua catequese, também disse que “é bom que sejam os fiéis a apresentar ao sacerdote o pão e o vinho, porque eles significam a oferta espiritual da Igreja ali recolhida para a Eucaristia”.

“Não obstante hoje os fiéis não levem mais, como em um tempo, o próprio pão e vinho destinados à Liturgia, todavia o rito da apresentação destes dons conserva o seu valor e significado espiritual”.

“Nos sinais do pão e do vinho o povo fiel deposita a própria oferta nas mãos do sacerdote, o qual a coloca sobre o altar ou banquete do Senhor, que é o centro de toda a liturgia eucarística”.

Além disso, o Pontífice também recordou que “‘no fruto da terra e do trabalho do homem’ é oferecido o compromisso dos fiéis em fazerem de si mesmos, obedientes à palavra de Deus, um ‘sacrifício agradável a Deus, Pai todo poderoso’, ‘para o bem de toda a Santa Igreja’”.

“É pouca a nossa oferta, mas Cristo tem necessidade deste pouco para transformá-lo em Dom eucarístico que alimenta todos e reúne em seu Corpo que é a Igreja”.

Sobre a oração que o sacerdote pronuncia sobre as ofertas, o Papa manifestou que “o sacerdote pede a Deus para aceitar os dons que a Igreja lhe oferece, invocando o fruto da maravilhosa troca entre a nossa pobreza e a sua riqueza”.

“No pão e no vinho apresentamos a ele a oferta de nossa vida, para que seja transformada pelo Espírito Santo no sacrifício de Cristo e torne com Ele uma única oferta espiritual agradável ao Pai”.

Fonte: ACI Digital

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.