Confeiteiros cristãos são punidos por se negarem a fazer bolo gay

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

O tribunal de Apelações de Oregon, Estados Unidos, condenou o casal cristão que se negou a fazer uma torta para um casamento homossexual em 2013 a pagar uma indenização de 135 mil dólares por danos morais e prejuízos.

Os três juízes do Tribunal confirmaram a multa que tinha aplicado ao casal, devido à qual tiveram que fechar seu negócio. Agora, o casal estuda apelar a sentença.

Segundo os juízes, fazer um bolo de casamento não é um “discurso, arte ou outra expressão” que está protegida pela Primeira Emenda.

A Justiça determinou que o estado não deve estimar o direito de liberdade religiosa dos Klein acima do direito das duas mulheres que os processaram ao casamento civil, porque o casamento deve cumprir com “uma lei neutra de aplicabilidade geral”.

Leia também:
Homem que empurrou passageira disse que recebeu ordem do diabo
Igreja tem parede pichada por vândalos e fiéis relatam intolerância religiosa

E a lei de Oregon proíbe as empresas de recusar qualquer serviço devido à orientação sexual de um cliente, assim como por sua raça, sexo e outras características pessoais.

“Estamos muito decepcionados com a decisão da corte”, disse Michael Berry, subdiretor geral de First Liberty Institute, que representa os Klein, ao ‘The Daily Signal’.

O casal gay também publicou um comunicado no qual assegura que “não importa como você nasceu ou quem você ama, todos somos iguais perante a lei. Oregon não permitirá que se coloque um cartaz de ‘Somente casais heterossexuais’ nas padarias e outras lojas”.

Publicado originalmente por Actuall.

Via ACI Digital
Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.