Este é o verdadeiro significado da Vigília Pascal

Só quem já passou pela experiência de lidar com um nascimento prematuro sabe o quão doloroso isso pode ser. Foi o que aconteceu com essa mãe, que fez questão de aproveitar seu filho o máximo possível pelo pouco tempo em que ele esteve na Terra. Alexis Fretz estava grávida de 19 semanas e sua gravidez ia tranquila — mas tudo mudou quando ela sentiu uma dor aguda e começou a sangrar. A mãe foi levada imediatamente ao hospital, onde os médicos não viram opção senão trazer o bebê à luz. O pequeno Joshua veio ao mundo sem chances de sobreviver, mas, por um breve momento, a família e os médicos o viram respirando. A mãe o colocou em seu peito e sentiu seus batimentos cardíacos. Seu pai segurou-o em seus braços a primeira e última vez. Sua irmã mais velha fez questão de se despedir do caçula, também. Apesar da dor, a família se sentiu realizada por ter conseguido passar alguns minutos com Joshua. Emocionante, não? Esperamos que Joshua descanse em paz.
Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

A celebração da Vigília Pascal na noite do Sábado Santo é a mais importante de todas as celebrações cristãs, porque comemora a ressurreição de Jesus Cristo.

A Vigília, que significa passar “uma noite velando”, tem um sentido especial na véspera pascoal, porque recorda a passagem bíblica (Mc 16,1-7), na qual um grupo de mulheres chega ao sepulcro para terminar de embalsamar Jesus, mas não encontram seu corpo. Em seguida, um anjo aparece a elas e diz: “Não tenhais medo. Buscais Jesus de Nazaré, que foi crucificado. Ele ressuscitou, já não está aqui. Eis o lugar onde o depositaram. Mas ide, dizei a seus discípulos e a Pedro que ele vos precede na Galileia. Lá o vereis como vos disse” (Mc 16,6-7).

Na Vigília Pascal, celebra-se a Ressurreição que está adornada pelo cumprimento de todas as profecias e a recuperação vital da vida de Jesus para não morrer jamais, indicou Pe. Donato Jiménez ao Grupo ACI.

“Esta ressurreição é a que nos ensina, mais claramente do que qualquer outra coisa, o cumprimento das palavras de Jesus em nossa vida. Assim como Jesus Cristo morreu e ressuscitou ao terceiro dia, também o cristão que morre em Cristo ressuscitará no fim dos tempos”, indicou o sacerdote.

No início da Vigília, depois de acender o círio pascal, proclama-se a Ressurreição e recita-se a Proclamação da Páscoa.

Nela se relata brevemente a história da salvação desde a criação, a provação e queda de Adão, a espera e libertação do povo de Israel, até a entrega de Jesus Cristo, que morreu por nossos pecados e nos leva à salvação.

A Proclamação da Páscoa é dirigida a toda a humanidade, mas especialmente aos cristãos. Santo Agostinho nos convida a recordá-la constantemente, porque é uma mensagem de esperança e nos transmite a vitória da luz sobre a escuridão.

Após as leituras, segue a Liturgia Batismal ou, pelo menos, a bênção da água e a renovação das promessas batismais.

Finalmente, na celebração eucarística se entoam os cantos do Aleluia. Vive-se um ambiente festivo e de louvor, porque cumpriu-se as promessas de Deus, especialmente, por ter restaurado sua amizade com a humanidade e outorgar a salvação.

Fonte: ACI Digital

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.