Este milagre permitirá a canonização de Dom Óscar Romero

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Dom Vincenzo Paglia, postulador da causa da canonização de Dom Óscar Romero, assinalou que a cura inexplicável de uma mulher grávida é o milagre aprovado que permite declarar santo o Arcebispo de San Salvador.

Trata-se de uma mulher salvadorenha com uma doença terminal e “condenada a morrer”, mas que foi curada e deu à luz a um bebê saudável.

Em declarações à AP, Dom Paglia contou que o esposo da mulher começou a pedir a intercessão de Dom Romero em 24 de maio de 2015, dia da sua beatificação em San Salvador. Por volta do final de agosto e início de setembro, a saúde da sua esposa piorou e os médicos realizaram a cesariana, com medo de que a criança pudesse morrer.

“Eles fizeram a cesariana e esperavam que ela morresse”, porque todos os exames indicavam que ela não iria sobreviver. Dom Paglia não especificou a doença. Indicou que os amigos também rezavam pela intercessão do beato “e depois de cinco dias, de maneira inexplicável, essa mulher começou a melhorar e se curou completamente”.

Por sua parte, o Bispo Auxiliar de San Salvador, Cardeal Gregorio Rosa Chávez, disse à imprensa local que “cientificamente ela (a mãe), o filho ou ambos iam morrer. Há muitos exames médicos, radiografias, tudo foi enviado a Roma”.

“Os médicos também testemunharam, fizeram um grande trabalho com toda a informação e concluíram que isso não tem explicação científica, portanto, Deus agiu por intercessão de Dom Romero”, acrescentou o Cardeal.

Do mesmo modo, em declarações divulgadas pela AP, o Purpurado disse que a canonização de Dom Romero “é um presente para que nos reconciliemos. Eu acho que ele é o único que pode levar a paz e reconciliação para todo o país”.

“Este é um bálsamo que Deus nos dá para que nos reconheçamos como irmãos, e um país que ele sonhou, que possamos tornar possível entre todos; porque (o milagre) foi um acontecimento maravilhoso que foi analisado com grande cuidado em Roma e aprovado por unanimidade pela comissão de médicos, por isso é um grande dia para El Salvador”, afirmou.

Sua vida

Nascido em Ciudad Barrios, El Salvador, em 15 de agosto de 1917, Dom Óscar Arnulfo Romero foi nomeado Arcebispo de San Salvador pelo Papa Paulo VI em 1977.

O seu governo pastoral se destacou pela defesa dos direitos humanos, em meio ao começo de uma guerra civil entre a guerrilha de esquerda e o governo ditatorial de direita.

Em 24 de março de 1980, Dom Romero morreu mártir por ódio à fé. Em 3 de fevereiro de 2015, o Papa Francisco reconheceu seu martírio e foi beatificado no dia 25 de maio do mesmo ano pelo Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, em San Salvador.

Fonte: ACI Digital

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.