Homem nu rala imagem de Nossa Senhora Aparecida como forma de ‘arte’ e revolta católicos

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Ao nos depararmos com a situação ocorrida com o Banco Santander, percebemos que na verdade o contraste da religiosidade com a suposta arte não é de agora.

Imaginar que estas coisas estão acontecendo apenas neste momento é muito ingenuidade. E ingenuidade é algo que não podemos nos dar ao luxo.

A exposição do Banco Santander pode ter sido o estopim ou o trampolim para começarmos a observar o quanto o catolicismo é perseguido.

Existem vários viés inequivocados que levam várias pessoas a por em pauta um descrédito ao catolicismo e isto é rotina no meio artístico.

Homem nu rala imagem de Nossa Senhora

O que será que a alguém quer expressar, a título de arte, quando alguém com um ralador, rala a imagem de Nossa Senhora Aparecida?

Sim, existe uma performance artística que um homem rala a imagem de Nossa Senhora, após o feito, joga sobre si o pó da imagem que foi ralada.

A performance intitulada de “Atos da Transfiguração: Desaparição ou Receita para Fazer um Santo” parece que ocorre desde o ano de 2015.

Leia também:
Dois coroinhas foram presos por colocar maconha no incensário da igreja? Verdade ou farsa?
Globo causa polêmica e revolta católicos ao satirizar a fé cristã em “Tá no Ar”

O criador da performance artística é Antônio Obá de 33 anos e é professor de artes nas cidades satélites do Distrito Federal.

Em entrevista ao Blog do Arcanjo no site do UOL, Antonio Obá diz como surgiu explica o uso da imagem de Nossa Senhora Aparecida:

“Claro, num contexto brasileiro, a miscigenação e a ideia de um sincretismo estão muito arraigadas nesses costumes. Refletir sobre essa herança e, principalmente, sobre meu corpo (negro, miscigenado), que esse corpo histórico herdou e herda sem pedir, de tornaram motes de pesquisa e vivência em minha criação. Lembro que, certa vez, entrei numa loja de artigos religiosos de Candomblé e, a primeira coisa que vi ao entrar, foi a imagem de Aparecida“. – Blog do Arcanjo. (Antonio Obá)

Teria algumas perguntas para fazer ao senhor Antonio Obá, e uma delas é, já que supostamente entrou em uma loja de artigos afro-religioso, por que não usar uma estátua de Iemanjá, Xangô ou qualquer outro que se identificaria, como você diz, com sua miscigenação?

Caros leitores, é interessante notar o quanto os objetos do rito litúrgico católico, tornaram-se alvo da subjetividade cultural e artística.

Quem é Antonio Obá?

Bem para resumir a história, o homem que rala a imagem de Nossa Senhora Aparecida em uma “performance artística” é o mesmo autor que fez a “arte” com as partículas o Banco Santander.

No vídeo abaixo de apenas 3 minutos, você pode observar como é realizada a performance de Antonio Obá, ralando a imagem de Nossa Senhora.

https://youtu.be/lxMvjmUNFaY

E acredite, Antonio Obá é finalista de um evento de exposições artísticas, chamada de Prêmio Pipa de Artes Visuais, com esta performance.

Nossa posição enquanto católicos

A troca de ódio não deve ser uma opção. Nós católicos temos o dever de defender nossa Fé. O Catecismo da Igreja nos ensina que: “Da celebração ressalta que o efeito do sacramento da Confirmação é a efusão especial do Espírito Santo, como foi outorgado outrora aos apóstolos no dia de Pentecostes.[…] dá-nos uma força especial do Espírito Santo para difundir e defender a fé pela palavra e pela ação, como verdadeiras testemunhas de Cristo, para confessar com valentia o nome de Cristo e para nunca sentir vergonha em relação à cruz…“

Pelo Batismo e o Sacramento da Confirmação temos o deve de defender nossa Fé. Não com ataques desnecessários, não com ódio do ser humano.

Devemos, como catequistas, agentes de pastorais, católicos, conhecer nossa Fé, ama-la, e repudiar este tipo de ataque a nossa Fé.

Existem vários meios de se fazer isso, a principal é conhecer o Catecismo da Igreja, falar firmemente em nossas Paróquias, com uma catequese mais sólida, para que nossas comunidades não caiam na relativização da Fé.

Atuar principalmente na segurança da Fé na Catequese Infantil e na Catequese de Adultos. Sejamos firmes, nas redes sociais, nas nossas reuniões catequéticas e em nossas casas.

Via Catholicus
Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.