A Igreja e a Astrologia

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Uma das perguntas mais comuns entre as pessoas é: qual o seu signo? Na maioria dos jornais, das revistas e de outros meios de comunicação também está presente a seção dedicada ao horóscopo ou previsão astrológica. Também é frequente a afirmação: “Não creio na influência do horóscopo, mas algo de verdade deve existir”.

O  horóscopo é uma “previsão” sobre o futuro de pessoas, países… realizado por astrólogos. Chama-se a essa prática de astrologia, que nada mais é que uma antiga prática ocultista, em que se crê na influência dos astros nos acontecimentos da vida. A ciência já provou não existir nenhuma consistência nessa crença.

A Bíblia é muito clara quanto à proibição da prática da astrologia:

“Quando levantares os olhos para o céu e vires o sol, a lua, as estrelas, todo o exército do céu, guarda-te de te prostrares diante deles, e de render um culto a estes astros, que o Senhor, Teu Deus, deu como partilha a todos os povos que vivem debaixo do céu” (Dt 4,19).

“Não se ache no meio de ti quem faça passar pelo fogo seu filho ou sua filha, nem quem se dê à adivinhação, à astrologia, aos agouros, ao feiticismo, à magia, ao espiritismo, à adivinhação ou invocação dos mortos, porque o Senhor, Teu Deus, abomina aqueles que se dão a estas práticas…” (Dt 18,10-12).

“…aqueles que prepararam o mapa do céu e observam os astros… ei-los como argueiro de palha que o fogo consumira’ (Is 47,13).

“Eis o que diz o Senhor: não imiteis o procedimento dos pagãos; nem temais os sinais celestes como os temem os pagãos, porquanto os deuses desses povos são apenas vaidade” (Jr 10,2-3).

“Respondeu Daniel ao rei: nem sábios, nem mágicos, nem os feiticeiros, nem os astrólogos são capazes de revelar o que o rei pergunta. Mas há no céu um Deus que desvenda os mistérios” (Dn 2,27).

O que a Igreja ensina?

Desde o início da igreja cristã, a astrologia foi identificada como sendo de origem demoníaca. Santo Agostinho, no seu tratado A cidade de Deus, condenou a consulta aos astros por ser algo fatalista e negar a liberdade humana. Os concílios de Laudicéia (366), Toledo (400) e Braga (561) manifestaram-se contra a astrologia por ser contrária ao ensino bíblico e por ter sua origem nas divindades das religiões pagãs.

No Catecismo da Igreja Católica, n. 2116, encontra-se a posição oficial e atual para os verdadeiros cristãos:

“Todas as formas de adivinhação hão de ser rejeitadas: recurso a Satanás ou aos demônios, evocação dos mortos ou outras práticas que erroneamente se supõem ‘descobrir’ o futuro. A consulta aos horóscopos, a astrologia, a quiromancia, a interpretação de presságios e da sorte, os fenômenos de visão, o recurso a médiuns escondem uma vontade de poder sobre o tempo, sobre a história e finalmente sobre os homens, ao mesmo tempo que um desejo de ganhar para si os poderes ocultos. Estas práticas contradizem a honra e o respeito que, unidos ao amoroso temor, devemos exclusivamente a Deus”.

O que diz o Exorcista?

Vídeo: Padre Exorcista Duarte Sousa Lara – Doutor em Teologia e membro da Associação Internacional dos Exorcistas (exorcista há mais de 9 anos.)
Fonte: Católico pode ou não pode? Por quê? Vol. 1  

 

 

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.