Padre se veste de Super Mario para receber universitários em MS

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Acostumados com a vestimenta eclesiástica ou o tradicional “terno e gravata”, antigos e novos alunos de uma universidade, em Campo Grande, foram surpreendidos com a recepção do padre Ricardo Carlos, de 44 anos. Nesta quarta (31), ele percorreu corredores usando a roupa do “Super Mário Bros”, personagem famoso dos games, na companhia de funcionários que também usavam fantasias cosplay.

“A temática dos jogos este ano fez eu me caracterizar para receber os antigos e novos alunos. Eu não tive vergonha e fui muito abordado para fotos, me paravam o tempo todo. Nós sabemos da referência que somos e não é uma roupa que nos faz perder a identidade e a seriedade. Ao contrário, nos torna ainda mais próximos dos jovens para depois ter a presença do educador”, afirmou o padre.

Também reitor da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Ricardo comenta que é o estilo salesiano que está se sobressaindo. “Dom Bosco dizia que nós precisamos gostar do que os jovens gostam para que eles também possam se interessar por aquilo que nós gostamos. Ele também queria estar sempre em meio aos jovens e estamos tentando manter esta tradição. Na verdade, estamos criando mais proximidade e amizade”, comentou.

Durante a manhã, os alunos foram para a sala de aula e, em seguida, teve início a acolhida. “Foi muito bacana porque tivemos envolvimento dos veteranos para o trote violento não ocorrer. É a terceira edição este ano e eles que escolheram este tema. Teve também um show sertanejo e a festa continua durante à noite, com os outros alunos”, explicou Carlos.

Leia também:
Padre Gabriel Vila Verde sobre Iemanjá: “Católico verdadeiro não joga coisas no mar”
ALERTA: Falsos seminaristas e diáconos seguem aplicando golpes no Brasil

Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional, Gillianno Mazzetto, comentou que o tema também serve como reflexão para os estudantes. Ele também “entrou no clima” e usou a roupa de cosplay para recepcionar os alunos. “Assim como nos jogos, eles devem superar cada desafio, cada fase da vida acadêmica. Hoje, cerca de 8 mil presentes, entre funcionários e alunos, nos encontraram com este uniforme diferenciado e foi muito divertido”, disse.

Além de cosplays de Super Mário, funcionários também usaram roupas de princesas, cogumelo, entre outros personagens. Acadêmica de direito, Laisa Guimarães, de 19 anos, disse que “assustou” e, ao mesmo tempo, ficou impressionada com a organização do evento. “Eu vim transferida da UFMS [Universidade Federal de Mato Grosso do Sul] e fui muito bem recebida. Nunca tinha visto algo assim, eles estão de parabéns, estou muito feliz”, avaliou.

Via G1

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.