Qual a missão da quaresma?

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

O tempo quaresmal tem inicio na quarta-feira de cinzas e ele nos convida á apenas uma coisa: CONVERSÃO. E para que haja de fato a conversão, devemos nos afastar do pecado, e nos aproximarmos de Deus. Em primeira instância é marcado por jejum, penitência, pequenas renúncias, mortificações, caridade com o próximo. Ou seja, a Igreja nos convida com maior ênfase, á deixarmos coisas que nos satisfaz, sobretudo, aquilo que nos leva a pecar, nos leva a nos afastarmos de Deus, e em seguida a oferecermos essas renúncias a Deus. Bem como, é tempo de fazermos penitência, de nos sacrificarmos, visando a nossa santificação, visando à morada eterna.

Outra porção espiritual da quaresma extremamente importante, diria a MAIS IMPORTANTE é a ORAÇÃO. Que é comumente esquecida por muitos católicos. Ela é a base tudo, é o alicerce, observe que, se nós não rezamos, se nós não tivermos uma intimidade com Deus, como conheceremos sua vontade? Como saberemos quais caminhos seguir? Como poderemos jejuar, fazer caridade se nós não temos a base para nos nortear nestas obras? Como realizá-las com amor, com sede de santidade, se não temos conversado a fonte de todo amor? Vejamos que sem a oração, as demais obras caem na superficialidade do Catolicismo, ficam rasas, quando de fato, deveriam ter uma profundidade espiritual imensurável. Santo Afonso Maria de Ligório nos exorta que:

“É preciso que nos convençamos de que da oração depende todo o nosso bem. Da oração depende a nossa mudança de vida, o vencer das tentações; dela depende conseguirmos o amor de Deus, a perfeição, a perseverança e a salvação eterna”.

Recordemos, que a oração, nos coloca diante de Deus, é através dela que alcançamos intimidade com Deus e, por conseguinte ouvimos a sua vontade. Uma forma de mantermos essa intimidade com Deus especialmente no tempo quaresmal, é através da comunhão, a Eucaristia, se possível diária. Quanta docilidade e amor, em receber Jesus todos os dias em nossa alma e em nosso coração, quanta força ele nos dá para vencermos as tentações, aumentando em nós a sede de santidade.

Por meio deste sacramento, o homem é estimulado a fazer atos de amor e por eles se apagam os pecados veniais. Somos preservados dos pecados mortais, porque a comunhão confere o aumento da graça que nos preserva  das culpas graves”.

Santo Tomás de Aquino

Confiemos aos cuidados da Virgem Maria a nossa alma, o nosso anseio em fazer dessa quaresma de fato, um tempo de reflexão, de conversão, de crescimento espiritual. Peçamos a ela a graça de não cairmos no superficialismo das obras, na vaidade, ou na frouxidão, que pela vossa intercessão possamos viver este tempo com profundidade espiritual. A vossa proteção recorremos Santa Mãe de Deus.

Regina Caeli, Ora pro Nobis Deum

Referências

  1. http://www.ofielcatolico.com.br/2001/03/quarta-feira-de-cinzas-e-inicio-da.html
  2. https://padrepauloricardo.org/episodios/quarta-feira-de-cinzas-as-tres-obras-quaresmais
  3. https://padrepauloricardo.org/episodios/quarta-feira-de-cinzas-inicio-da-quaresma

 

Clique no Botão do Whatsapp e compartilhe com 5 Pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.